Menu
  • Home
  • Geral
  • Blocos esbanjam animação no carnaval cordeirense

Blocos esbanjam animação no carnaval cordeirense

Blocos esbanjam animação no carnaval cordeirense
Clima de festa, paz e harmonia marcaram os desfiles
IMPRENSA CORDEIRO/CIDADE EXPOSIÇÃO
Entusiasmo, diversão, celebração de amizades, companheirismo e expressões de alegria se misturaram na Avenida Raul Veiga, tradicional passarela do samba em Cordeiro, durante os cinco dias de folia. O Carnaval 2019 foi o palco principal para que a irreverência e o entretenimento brilhassem no ritmo contagiante dos blocos de embalo.
Sem as escolas de samba – que optaram por não desfilar, ainda que houvesse o convite da Administração Municipal, que acenou com a possibilidade de repassar uma verba, a título de subvenção, para que as grandes agremiações se fizessem presentes – os blocos foram a principal atração da Festa de Momo, com onze participações no total.
Nas duas primeiras noites, sexta e sábado, entraram em cena os foliões do Bloco da Academia Go For Fit, formado por adeptos das atividades físicas; Bloco das Piranhas, com sua sátira apurada e bom humor costumeiro; Família Tricolor, trazendo à avenida os torcedores do Fluminense Futebol Clube; e Honga Bonga, que faz alusão à Idade da Pedra e que retornou esse ano.
Já no domingo e na segunda-feira, 3 e 4, estiveram agitando a Raul Veiga os blocos do Tio Zica, que reuniu dezenas de famílias e suas crianças em um clima de descontração; Terremoto, um dos mais concorridos e com o maior número de integrantes; Kamaleão e Blocozão, também muito tradicionais e com os componentes mostrando que é possível se divertir em clima de paz e confraternização.
Fechando a passagem dos blocos, na ‘terça-feira gorda de carnaval’, dia 5 de março, no período da tarde os sempre ativos representantes da Terceira Idade se esbaldaram de alegria com ‘O Jovem de Ontem’. Na sequência veio o também popular Nação Rubro-Negra, que trouxe os sempre apaixonados torcedores do Flamengo. Fechando com chave de ouro, o Olodum novamente mostrou o porquê de ser considerado uma das maiores representações carnavalescas da região.
O que mais chamou a atenção de participantes e expectadores, no entanto, foi a forma ordeira e organizadas dos blocos. Todos passaram pela Passarela do Samba exaltando ‘suas bandeiras’ e enaltecendo o clima de paz e amizade, tanto que não houve o registro de nenhuma ocorrência ou desentendimentos.
TEXTO – RICARDO VIEIRA / FOTOS – CÍCERO MARRA

Seu cadastro foi enviado