Menu
Menu
  • Home
  • Geral
  • Cordeiro estuda implantação de Escola Cívico-Militar

Cordeiro estuda implantação de Escola Cívico-Militar

Cordeiro estuda implantação de Escola Cívico-Militar
Autoridades estaduais visitam e vistoriam educandário no município
IMPRENSA CORDEIRO/CIDADE EXPOSIÇÃO
Tem crescido em todo país a tendência de adesão dos municípios ao modelo da Escola Cívico-Militar. No interior fluminense não é diferente e muitas cidades vêm manifestando o interesse de conhecer melhor o funcionamento desse sistema. Cordeiro é uma delas e os passos iniciais foram dados recentemente pela Administração Municipal.
Em duas viagens à capital, o prefeito Luciano Batatinha visitou a Secretaria de Estado de Educação com o intuito de conhecer as propostas do projeto, especialmente pelo fato de a instituição governamental já ter inaugurado duas unidades no estado e acenar com a possibilidade de adesão de mais dois municípios: Campos e Miracema.
Na segunda-feira, dia 11, foi a vez de Cordeiro receber a visita de autoridades do Governo Estadual. Acompanhado da vice-prefeita Maria Helena e da secretária de Educação Telma Macedo, Luciano recepcionou o subsecretário de Estado de Educação, Bernardo Goytacazes, o coordenador do Projeto Escolas Cívico-Militares, André Monteiro, e o representante do Departamento de Engenharia, Mário Augusto.
Autorizado pela direção do educandário, o prefeito liderou a comitiva numa visitação às dependências do Colégio Cenecista Santa Mônica (CENEC). O objetivo foi oferecer aos técnicos a oportunidade de vistoriar as instalações e analisar a possibilidade de o espaço abrigar futuramente o Projeto Escola Cívico-Militar, caso haja o fechamento da parceria entre as administrações Estadual e Municipal.
O Departamento de Engenharia do Governo Estadual se mostrou bastante satisfeito e otimista com as observações. Algumas aferições detectaram apenas a necessidade de a municipalidade promover adaptações necessárias à adequação do educandário aos moldes do projeto. “Foi um encontro proveitoso, que pode gerar uma parceria importante para o crescimento educacional de Cordeiro”, aposta Batatinha.
Se tudo caminhar conforme o desejo de ambas as partes, existe a possibilidade de que o modelo Escola Cívico-Militar em Cordeiro funcione em horário integral, com os estudantes recebendo disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio Regular e também contando com matérias e temas extracurriculares. No ato da matrícula seria possível ao aluno optar pelo estudo regular ou pelo novo modelo.
A comitiva também visitou o Instituto de Educação Inocêncio de Andrade, importante polo educacional do município, que completou recentemente 100 anos de fundação. “Quero agradecer ao subsecretário Bernardo, ao coordenador André e ao engenheiro Mário pela gentileza e atenção”, disse o prefeito Luciano.
TEXTO – RICARDO VIEIRA / FOTOS – DIVULGAÇÃO

Seu cadastro foi enviado