Menu
  • Home
  • Geral
  • Cordeiro implanta dez leitos de UTI para atender à população

Cordeiro implanta dez leitos de UTI para atender à população

Cordeiro implanta dez leitos de UTI para atender à população
Aquisição é uma das maiores conquistas da história no município
IMPRENSA CORDEIRO/CIDADE EXPOSIÇÃO
O Corona Vírus é o maior vilão da saúde pública da atualidade, tem tirado o sono de prefeitos e em Cordeiro não é diferente. Luciano Batatinha admite o momento desafiador, mas de grande aprendizado, pois oferece a reflexão de que a vida humana está acima de tudo. Essa premissa de valorização da vida motivou o prefeito a investir na implantação de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com dez leitos que estão sendo instalados no segundo piso do Hospital de Cordeiro para enfrentar à COVID-19, já que dados mostram que 20% dos pacientes podem precisar de terapia intensiva.
Reconhecida por especialistas do setor público como uma das maiores conquistas de Cordeiro em todos os tempos, a criação dos dez leitos de UTI significa assistência médica multiprofissional ininterrupta, equipamentos específicos de última geração, recursos humanos especializados, acesso a outras tecnologias diagnósticas e terapêuticas, incluindo exames de imagem e laboratoriais de análises clínicas, medicações e insumos capazes de garantir a assistência integral aos pacientes.
No combate aos casos de Corona Vírus, a viabilização da UTI pela Prefeitura de Cordeiro é indispensável, até considerando a permanência de um paciente numa unidade de terapia num hospital público, que dura em média 14 dias. A ativação da UTI de Cordeiro minimiza a preocupação das autoridades quanto à geração de um colapso no sistema de saúde, pois ao serem colocados em funcionamento, os equipamentos evidenciam que o município está preparado para possíveis aumentos na demanda.
Outro dado que mostra o acerto da Administração Municipal na implantação da UTI de Cordeiro é da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Nos 16 mil leitos adultos do Sistema Único de Saúde (SUS), a taxa de ocupação é de 95%. Para suprir a demanda no avanço da epidemia, a capacidade de abertura de novos leitos deve ser estimada em até 20% do quantitativo atual. Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde recomendam que a relação ideal de leitos de UTI seja de um a três para cada 10 mil habitantes. Ou seja, Cordeiro ficará acima da média com os dez leitos.
A Região Serrana tem 16 municípios, 966 mil habitantes e 2.471 leitos gerais, sendo 84 de UTI adulto, números aquém dos parâmetros da OMS e Ministério da Saúde no cotidiano. A situação se agravou na pandemia com aumento da demanda, obrigando a contratação de leitos de UTI para atender às cidades que não possuem tratamento intensivo. A criação da UTI de Cordeiro também acena com uma solução viável às cidades do entorno. Estabelecer convênio pode minimizar dificuldades na regulação de pacientes e reduzir riscos quanto ao acesso aos serviços e à garantia do direito a vida.
“Com a criação dessa UTI, aumentamos nossa capacidade de atendimento aos possíveis pacientes vítimas do vírus e deixamos um legado sem precedentes para o povo cordeirense, até mesmo por se tratar de um investimento para a área de saúde, que é sem sombra de dúvidas a mais importante por tratar das vidas humanas”, garantiu Luciano Batatinha que teve suas palavras avalizadas pela secretária de Saúde. “Os dados estatísticos, técnicos e científicos comprovam se tratar de um investimento fundamental para o segmento da saúde”, comentou Vânia Huguenin.
TEXTO – RICARDO VIEIRA / FOTOS – CÍCERO MARRA

Seu cadastro foi enviado