Menu
Menu
  • Home
  • Geral
  • Cordeiro intensifica Programa de Saúde nas Escolas

Cordeiro intensifica Programa de Saúde nas Escolas

Cordeiro intensifica Programa de Saúde nas Escolas
Equipe ministra palestras abordando ‘bullying’ e saúde bucal
IMPRENSA CORDEIRO/CIDADE EXPOSIÇÃO
Equipes da Secretaria de Saúde de Cordeiro continuam trabalhando duro para intensificar as ações capazes de fortalecer ainda mais o Programa de Saúde nas Escolas. Desenvolvido por profissionais habilitados e experientes, o projeto vai ao encontro dos alunos nos próprios educandários cordeirenses e tem conseguido a atenção de todos eles para transformá-los em disseminadores de informações importantes para a sociedade.
Dando sequência a esses serviços de orientação aos estudantes nas escolas, recentemente foram realizadas novas incursões na Escola Estadual Municipalizada Rodolfo Gonçalves, que recebeu uma atrativa palestra abordando o tema ‘bullying’, que foi ministrada pelos integrantes da Unidade de Saúde da Família do Rodolfo Gonçalves.
Com informações simples e objetivas, a palestra fez os estudantes compreenderem que o ‘bullying’ é na verdade a prática de atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidas, cometidas por um ou mais agressores contra uma determinada vítima. Trocando em miúdos, é uma forma de tortura física ou verbal que atormenta um grande número de vítimas no Brasil e no mundo. “É urgente implantar a ideia de que o ‘bullying’ traz prejuízos inestimáveis ao psicológico de uma pessoa e isso precisa ser definitivamente combatido”, alertou a psicóloga Andresa Louback.
O termo em inglês ‘bullying’ é derivado da palavra ‘bully’, ou seja, tirano, brutal. O ‘bullying’ pode ocorrer em qualquer ambiente onde exista o contato interpessoal, seja no clube, na igreja, na própria família ou na escola. Aos poucos, o combate efetivo ao ‘bullying’ vem ganhando importância na mídia e as pessoas começam a se empenhar em campanhas de combate a essa prática, até porque ela tem aumentado consideravelmente nos últimos anos no país e no mundo.
Outra abordagem na escola enfatizou a saúde bucal, que segundo o dentista Carlos Eduardo Sobral interfere na saúde de todo o organismo. Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. “Uma boa higiene bucal diminui o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários. Um sorriso saudável requer escovação todos os dias, após cada refeição e antes de dormir”, ensinou o dentista.
TEXTO – RICARDO VIEIRA / FOTOS – DIVULGAÇÃO

Seu cadastro foi enviado